+351262 690 270
Contacte-nos das 09:00 às 18:00 de Segunda a Sexta
Principais conclusões do Conselho de Ministros da Agricultura de 16/6/2014

O tema principal deste Conselho de Ministros era o setor do leite, com as discussões das estratégias e medidas a tomar, tendo em conta o fim do regime das quotas leiteiras, em março de 2015.

Já tínhamos noticiado que a discussão ia ser muito difícil, pois as opiniões eram muito divergentes, mas o resultado foi um fracasso total, não tendo havido qualquer decisão.

Assim, depois de ter havido uma minoria de bloqueio ao texto apresentado pela Comissão, este foi revisto, incluindo certas posições da Espanha.

No entanto, mesmo assim, 11 países, incluindo a França, a Itália, a Suécia, a Hungria, o Reino Unido, Portugal, a República Checa, a Eslováquia e a Eslovénia, continuaram a votar contra. Entretanto, 10 países, que foram a Alemanha, a Áustria, a Holanda, a Dinamarca, a Espanha, o Luxemburgo, a Irlanda, a Polónia e a Letónia, pediram mais tempo para tomar uma posição.

Os países que apoiaram a proposta grega acabaram por ser a Malta, a Estónia e o Chipre.

Face a estas posições, a Presidência grega decidiu passar a discussão para a próxima Presidência.

No setor das frutas e legumes já foi diferente, como se esperava, com os Ministros a aceitarem o relatório da Comissão sobre a análise do setor, depois da reforma de 2007.

Foi considerado que tinha sido importante canalizar as ajudas através das organizações de produtores (OP’s), o que permitiu que, atualmente, 43,9% da produção esteja organizada na Europa.

O problema é que existe uma grande discrepância do nível de organização entre os países. Devido a esta situação e porque está provado que o sistema funciona, os países foram convidados a tomarem medidas para incentivarem as organizações de produtores.

O Conselho também decidiu que era importante fomentar a troca de conhecimentos e experiências entre as OP’s que já trabalham e as que se constituíram recentemente.

Foi igualmente salientada a necessidade de serem ultrapassados certos constrangimentos burocráticos, para facilitar a criação de novas OP’s.

Em resumo, o sistema de ajudas através das OP’s vai continuar, pelo que os produtores que ainda não estão organizados, devem fazê-lo o mais rapidamente possível.

Fonte da imagem – voxeurop.eu

Comments are closed.

© 2016 Agritorres Lda | Todos os Direitos Reservados
PRETENDE RECEBER INFORMAÇÕES DOS NOSSOS PRODUTOS??

Aceitar Condições

Os dados pessoais recolhidos, nome e endereço de e-mail serão unicamente utilizados para:
(a) Comunicações de Marketing Agritorres;
(b) Divulgação de promoções;
(c) Ofertas de bens e serviços Agritorres;
Os dados conservados em questão não serão utilizados para nenhuma outra finalidade, sendo conservados pela empresa até ao momento em que o Cliente cancela a subscrição da Newsletter.
Poderá exercer os seus direitos previstos na legislação através de contacto escrito para o seguinte e-mail: dados.pessoais@agritorres.pt.
A Agritorres apenas utiliza os dados dos Clientes para as finalidades indicadas.
Os seus dados serão conservados numa Base de Dados segura e de acesso condicionado no Sistema de Gestão e Software de E-mail Marketing utilizados pela empresa.
Sem os referidos dados, não podemos garantir o envio de Comunicações de Marketing Agritorres, pelo que recolhemos apenas os dados que são considerados estritamente necessários para este fim

X
NEWSLETTER